Acordar as crianças sem estresse

26 de jun de 2017

Eu sempre estudei de manhã. Não sei o motivo dos meus pais não terem optado por me colocarem de tarde, mas nunca soube o gostinho de levantar a hora que quiser e só me preocupar com os estudos depois do almoço.

Pensando bem eu não gostava de acordar, mas a forma como meu pai fazia isso me marcou muito: ele chegava no meu quarto, me dava um beijo e dizia: “hora de levantar”. Depois ia para cozinha tomar café.

Meio sonolenta eu começava a sentir aquele cheiro bom do café que ele fazia e sabia que me restava poucos minutos até ter que acordar de vez. Não sei dizer quanto tempo passava, mas para mim, logo em seguida ouvia seus passos vindo da cozinha para ver se eu já tinha levantado. Mais que depressa eu pulava da cama falando: “já levantei, pai!”. Era assim todos os dias.

Só hoje, muitos anos depois, me sinto realmente agradecida por sempre ter estudado de manhã. Eu produzo muito melhor quando acordo cedo (hoje, por exemplo, é um sábado, acordei as 4:50 para fazer meu ritual da manhã e agora são 7:30) e depois do almoço me sinto sonolenta e sem vontade de fazer as coisas “pensantes”.

Hoje sou eu quem acorda as crianças de manhã, todos os dias, para irem a escola. Tomei essa decisão – deles estudarem cedo – porque fiz o teste e, assim como eu, eles são bem matinais. Acordam sempre antes das 8h e mesmo quando estudavam de tarde, ficavam sonolentos e as professoras sempre falavam que era difícil mantê-los acordados.

Apesar disso tudo, eles não tem mais pulado lindos e saltitantes da cama as 6h como costumava acontecer e por isso eu preciso acordá-los para irem à escola.

Me recusei a fazer deste momento (o primeiro do dia deles e tão importante para todo o resto) uma hora de estresse. Então, baseada no que deu certo por aqui e no que meu pai fazia, criei alguns passos para esse ritual matinal. Compartilho com você, pois quem sabe pode te ajudar também.

Acordar as crianças sem estresse

  1. Deixe tudo que puder adiantado: mochilas, lancheiras, uniforme e o que der do café da manhã, assim não precisará se sentir com pressa, o que gera um estresse maior.
  2. Acorde mais cedo do que eles para que você esteja bem desperta quando precisar acordá-los.
  3. Não deixe para em cima da hora, acorde-os com tempo suficiente para que eles possam despertar com calma. Uma boa ideia é criar uma rotina onde poderão dar aquela “enroladinha” na cama. Pode ser como meu pai fazia, como eu faço, que falo que vou me trocar e já volto ou qualquer outra maneira que fizer parte da sua rotina.
  4. Respire fundo toda vez que for perder a paciência. Quando não tiver mais jeito, seja sincera com você e com eles: diga que você já deu beijo, carinho, já deixou que eles ficassem um pouco mais, mas agora eles precisam levantar para não perder a hora e você está ficando aborrecida com a situação. Costuma funcionar muito bem.

Claro que estas são apenas sugestões, o melhor é você procurar o que funciona com você e seus filhos e não fazer das manhãs, um momento de nervosismo. Eu acredito bastante que como é nossa primeira hora do dia é como será todo o resto, então me esforço muito para acordar com alegria e tranquilidade.

Grande beijo,