As primeiras vezes

05 de maio de 2017

Quando Vítor e Mariah eram pequenos, cada um na sua época, eles tinham diversas primeiras vezes: quando comeram, falaram, andaram e era sempre uma grande emoção e expectativa para cada uma dessas coisas. Depois de um tempo quase não tinham mais coisas para acontecer pela primeira vez. Claro que sempre acontecem novas descobertas, mas eu já não prestava mais tanta atenção.

Eu já não lembrava o que era me sentir emocionada com uma primeira vez deles até o dia em que fui buscá-los na escola e Vítor disse:

-Mãe, sabe quanto é 5 + 3?

-Quanto?

-8!

Eu pensei que talvez ele tivesse decorado só esta resposta e depois de fazer festa com ele perguntei:

-E 3 + 2, você sabe quanto é?

-Perai… é 5!

17457763_1303469549768785_6033883102106156507_n

Eu quase não acreditei! Meu filho tinha aprendido a somar! Isso acabou se transformando em uma deliciosa brincadeira até chegarmos em casa e a cada pergunta (que eu deixava a soma um pouco mais difícil) me emocionava com a resposta!

Meu filho que era tão pequeno agora já sabe somar! Que delícia de primeira vez! Tão emocionante quanto qualquer outra lá dele bebê, mas com um “Q” a mais de alegria de vê-lo cada dia maior e mais inteligente!

Percebi então que é preciso prestar atenção em cada nova descoberta, em cada pequeno novo saber que eles adquirem diariamente e então teremos novas “primeiras vezes” todos os dias. Inclusive nós, adultos.

Quando foi que você fez algo pela primeira vez? Não se lembra? Que tal tentar algo novo hoje mesmo? Um novo universo poderá se abrir na sua frente!

Beijos,