1 mês da Mariah

25 de abr de 2014

Primeiro mês da Mariah! Eu ainda mal acredito em tudo que aconteceu no dia do meu parto e ela já está completando seu primeiro mês!

Bem diferente de como foi o primeiro mês do Vítor, o dela foi bem tranquilo! Acredito que porque segundo filho estamos bem mais preparadas do que antes! Lembro que pra mim foi horrível o começo. eu só pensava em dormir, vivia mal humorada e tive o baby blues, que é uma depressão pós parto mais leve, o que fazia com que eu achasse horrível ser mãe.

Agora está tudo mais leve, mesmo eu tendo dois para cuidar. A Mariah é bem tranquila, quase não dorme de dia, só tira cochilos e a noite dorme bem. Acorda para mamar, claro, mas dorme bem. Eu levanto, com sono, mas numa boa para amamentá-la no meio da noite e trocar as fraldas sem achar isso o fim do mundo. Também não me sinto super cansada e querendo dormir durante o dia.

Fomos ao pediatra e ela está com 3.650kg e 52,5cm.

A amamentação teve suas turbulências (se você não leu: amamentação:quem disse que seria fácil?), mas agora tudo se normalizou. A mastite foi embora e a dor para amamentar também, agora sim ela se tornou um momento de prazer!!

mariah

SONY DSC

Falando um pouco de mim, nos primeiros 15 dias senti cólica ao amamentar (isso acontece pois quando o bebê suga estimula a produção de ocitocina, que faz com que o útero se contraia para voltar ao seu tamanho normal), no começo eram fortes, mas depois bem fraquinhas até passarem completamente. Perdi 7kg logo nos primeiros dias e agora falta 1kg para voltar ao meu peso de antes (eu engordei 10kg no total). Sangrei bastante nos primeiros 20 dias, depois parou e voltou um pouquinho. Fora isso não tive dor nenhuma e me senti normal, sem nenhum tipo de desconforto.

Não tive baby blues e desde o primeiro momento me senti completamente apaixonada pela minha filha. Li alguns estudos que sugerem que a depressão pós parto/baby blues estão ligados a cesarianas eletivas, por diversos fatores. Não sei se realmente isso acontece, mas essa foi a grande diferença entre um parto e outro pra mim. O amor que brotou na hora que vi a Mariah e com o Vítor que foi chegando as poucos.

Me sinto muito feliz de ser mãe de novo e mesmo ela quase não dormindo de dia e eu não tendo tempo direito para nada, adoro estar com ela. Curto demais nosso dia e a noite dou prioridade ao Vítor. De manhã, que estamos juntos, eu também tendo dar atenção para ele, mas nem sempre consigo. Sabem como é, bebê quando chora não quer saber de nada além do colo da mãe, né?

Eu estou adorando ser mãe de dois!! Confesso que ainda não “peguei o jeito” de ser mãe de menina, elas só tem roupas bem básicas e sem muitos frufrus. Não é muito minha cara ficar embonecando crianças, mas quero comprar umas roupinhas mais arrumadinhas pra ela.

Esse foi nosso mês e tenho certeza que será sempre melhor e mais gostoso!

Beijos,