A difícil missão de ser tudo

27 de ago de 2014

Eu tenho passado por uma fase bem difícil aqui em casa. Difícil porque não tem sido fácil cuidar de 2 filhos, da casa (em partes, porque tem uma moça me ajudando meio período!) e do blog. Nem comento sobre cuidar de mim e do marido, porque não tenho conseguido exercer essas funções.

Agora voltei a atender como psicóloga. Se já estava difícil antes, imaginem agora. Vocês devem estar pensando “mas por que você resolveu voltar a atender?”. Eu amo ser psicóloga, amo atender e amo minha profissão. Não queria parar de vez de trabalhar com isso e por isso que decidi voltar a atender. E tem sido muuuito gratificante.

girassois

Mas não estou conseguindo conciliar as coisas. Eu me organizei em tudo para agilizar o tempo, mas uma hora ele acaba, né? Por mais organizada que eu tente ser, o dia só tem 24h e não tem como eu querer fazer com que ele tenha mais. A Mariah está numa fase que ainda não brinca muito, então logo fica entediada e quer uma nova brincadeira. Ou seja, quando ela está acordada eu fico só em função dela. Ela tira sonecas durante o dia, no máximo 40 minutos e são nesses “intervalos” que dou atenção maior ao Vítor.

Ele é muito compreensivo e sempre fica junto com a gente, mas claro que sente falta de ter o tempo só dele, por isso que não faço nada se não ficar com ele enquanto ela dorme. A noite, lá por volta de 22h os dois já estão dormindo, mas aí cadê ânimo? Eu estou tão cansada, tão exausta que nem ver TV eu quero. Quero só é dormir!

E aí durmo sem ter conseguido fazer tudo e as coisas vão se acumulando e eu vou ficando nervosa e sem paciência. Assim tem sido meus dias! Estou quase chegando a conclusão que preciso desistir de algo, ou do blog ou da psicologia, que não vai dar para continuar assim, nessa vida. Mas eu amo as duas coisas e estou sempre com a esperança que logo as coisas se ajeitarão e eu vou conseguir ser tudo que me propus, inclusive voltar a me cuidar como mulher e dar mais atenção ao meu marido.

Será que eu vou conseguir passar por essa fase sem desistir de alguma coisa? Será que ela vai passar logo? Será, será? Tantas dúvidas e sem respostas! Como vocês fazem para lidar com tudo sem surtar? Como funciona a rotina e organização na casa de vocês?

Hoje eu é quem quero ajuda!

Beijos,