A importância da rotina do sono

29 de ago de 2013

A importância da rotina do sono

Uma coisa que aprendi como mãe é que não dá pra ter um sono legal sem rotina. No primeiro ano do Vítor foi bem sofrido, porque eu simplesmente não conseguia – não me esforçava – para estabelecer uma rotina. Então, ele acordava umas 3 vezes por noite, na maioria só querendo que eu o ninasse novamente.

Quando ele completou o primeiro ano, comecei a focar nisso, a fazer horário das coisas e, principalmente, o horário do sono. Todo dia, as 21h, ele ia pro berço. No começo, eu ficava embalando até ele dormir, depois ele ia pro berço bem sonolento, até que comecei a colocá-lo acordado, dar boa noite e ele mesmo começou a dormir sozinho. E o melhor: a noite inteira!

rotina do sono

Esses dias, fazia uns 40 minutos que ele tinha ido para o berço, lembrei que tinha esquecido de fechar a cortina do quarto dele. Chegando lá, para minha surpresa, ele ainda estava bem acordado. Não estava chorando, nem nada, estava só deitado. Talvez esperando o sono chegar.

Ao mesmo tempo que fiquei orgulhosa de ver meu menino já se comportando assim, tão crescido, fiquei com dó de saber que ele estava ali sozinho e sem dormir. Coisa de mãe, né? Mas logo em seguida que sai do quarto ele adormeceu.

Agora estamos passando ele para a cama e espero conseguir manter a mesma rotina. Não sei como será, pois ele está doente e acaba acordando diversas vezes a noite e vem para nossa cama, coisa que no berço não tinha como. Mesmo assim vou me esforçar para que ele continue indo sempre no mesmo horário para a cama.

A soneca da tarde também pode influenciar o sono da noite, então é bacana pensar nisso na hora de decidir qual será o horário que a criança deverá dormir. E apesar de ser importante manter a mesma hora, não tem problema se um dia ou outro eles dormirem um pouco mais tarde. Faz parte, né?

Como tem sido com vocês? Quem já passou para a cama, como foi a experiência?

Beijos,