Adaptação escolar: 25 dicas para facilitar esta fase

02 de fev de 2014

Não é fácil para os pais, principalmente as mães, o início das aulas. A gente fica apreensiva, ansiosa, com medo. É normal, mesmo quem acha que não terá problema nenhum com a adaptação escolar perceberá que é só voltar pra casa sem o filho que a coisa muda de figura.

Eu mesma fui assim, achei que não teria problema algum, pois estava bem decidida sobre a escola e que portanto seria super fácil e simples colocá-lo, que eu sentiria um alívio de ter um tempinho para trabalhar e tudo mais.

Mas não foi bem assim que aconteceu (clique aqui para ler como foi!). Eu fiquei bem ansiosa e doida de vontade de buscá-lo logo. Ele também não se adaptou tão depressa como eu esperava, chorou, eu quis chorar e aprendi mais uma vez que ser mãe é sempre nos superarmos!

Por isso, escrevi algumas dicas de adaptação escolar para ajudar quem vai passar por esta fase agora!

Adaptação escolar: 25 dicas para facilitar esta fase

  1. Esteja bem decidida sobre a decisão de colocar seu filho na escola;
  2. Quanto mais confiante você estiver, maior segurança passará para ele de que a escola é um lugar seguro e legal;
  3. Converse com seu filho, todos os dias, desde 1 semana antes do início das aulas. Mesmo que você pense que ele não está entendendo nada (no caso dos bebês), é importante este diálogo, até mesmo para que você vá se acostumando com a ideia;
  4. Bebês costumam não sofrer muito com a adaptação escolar, são as crianças maiores – a partir de 1 ano –  que sentem mais com a separação dos pais;
  5. Tente não passar seu nervosismo para seu filho, principalmente na hora em que ele começar a chorar. Ao invés disso, mostre que a escola é um lugar legal e reforce sempre que você voltará para buscá-lo no fim do dia;
  6. Nunca saia escondida da escola! Esse é um grande erro dos pais e deve ser evitado, pois isso causará uma enorme insegurança na criança. Para ela, quando não vê algo ou alguém, é como se aquilo tivesse sumido para sempre;
  7. Se possível, leve a criança de mãos dadas ao invés de ser no colo. Isso ajuda na separação e mostra para ela sua confiança com relação ao local;
  8. Caso você tenha filhos mais novos que ainda não irão para a escola, tente não levá-los junto. Fica mais difícil para a criança se separar de você vendo que o irmão mais novo não ficará com ele na escola;
  9. Se a criança for muito apegada a algum brinquedo, naninha ou algo assim, é interessante levar nos primeiros dias de aula, para que se faça uma ligação entre a escola e sua casa;
  10. Mostre para a criança a escola, seus amigos, a professora e demonstre para ela o quanto é bacana estar ali e o quanto você quer que ela conheça este novo lugar;
  11. Seja pontual na hora de buscá-la na escola. Mesmo que seu filho ainda não saiba ver as horas, é importante que você chegue no horário combinado para que não o deixe mais inseguro e apreensivo;
  12. Nos primeiros dias de aula, é provável que a escola peça para você buscá-lo mais cedo e que ele vá ficando mais tempo de forma progressiva. Isso é importante para que a adaptação aconteça sem traumas;
  13. Converse com outros pais que já passaram por isso. Isso te ajudará a perceber que não é só com você e que seu filho irá se adaptar como toda criança;
  14. Não fale de coisas negativas sobre a adaptação escolar ou sobre a escola – se houver – na frente do seu filho. Evite comentar sobre como está sendo, tanto para ele, quanto para você, quando ele estiver por perto;
  15. Conte como foi sua adaptação na escola, das coisas que você gostava de fazer e da relação com os amigos que fez quando estudava;
  16. Não faça trocas com seu filho. Não ofereça presentes ou algo que ele goste em troca de frequentar as aulas, pois ele deve aprender que a escola é um lugar legal de ficar por ser o que é e não por presentes que ele ganhará para isso;
  17. Talvez seu filho fique bem nos primeiros dias, mas depois comece a não querer ir para a escola. É normal e você deve persistir;
  18. Na hora de se despedir, dê um beijo, diga que a professora irá cuidar dele e que logo você retornará para buscá-lo. Deixe que ele fique com ela e não demonstre insegurança com relação a isso;
  19. Não é fácil fingir que não estamos nos importando com o choro ou pedido para que a gente não vá embora, mas é importante mostrar que confiamos na escola e na professora;
  20. Se você desistir logo que seu filho não quiser ir, passará a ideia de que realmente a escola não é um bom lugar e a adaptação será muito mais difícil e traumática;
  21. Por isso a importância de você estar segura com relação a ida do seu filho para a escola;
  22. Qualquer dúvida que você tenha, não exite em procurar a direção ou a professora para conversar;
  23. Mostre para seu filho o material, uniforme e as coisas que você preparou para ele levar para a escola. Assim ele vai se acostumando com a ideia;
  24. Quando chegarem em casa depois das aulas, estimule que a criança conte (mesmo as pequenas, que ainda não saibam falar de forma clara) como foi na escola. Demonstre animação e alegria por esta nova fase;
  25. Se aproxime das outras mães da sala do seu filho. Marque encontros fora da escola para que fortaleça a amizade entre as crianças e auxilie na adaptação escolar.

A adaptação escolar é muito mais difícil para os pais, principalmente os que precisam deixar os filhos na escola por conta do trabalho. Muitas vezes não estamos 100% confiantes e estamos morrendo de medo de nos separarmos deles! Mas não podemos esquecer que nós, como adultos, passamos toda a confiança do mundo para eles e por isso, se demonstrarmos nosso medo, tudo será mais difícil na hora da adaptação escolar.

Segurança é a palavra chave!

Escrevi também outros posts sobre isso:

Adaptação escolar: 15 coisas que não te contaram

Escola: O que perguntar e observar na hora de escolher

Escola: como escolher

Qual a melhor hora para por meu filho na escola?

Espero ter ajudado um pouco quem vai passar por isso!!

Beijos,