Alimentação Saudável e a Cozinha!

03 de out de 2016

A maioria das mães  vem me questionar sobre como inserir alimentos saudáveis na alimentação dos filhos, pois as crianças, conforme vão crescendo e decidindo o que vão comer, comumente criam certa aversão a frutas, verduras e legumes. Muitas usam a tática de tornar os alimentos mais atrativos montando “carinhas” e deixando-os coloridos e divertidos, ainda sim, muitas mães dizem não ser suficiente.

Mas então como despertar o interesse dos pequenos nesses alimentos?

Já experimentaram levá-los a cozinha, de modo a auxiliar na montagem ou mesmo no preparo dos alimentos?

Design by Freepik

Design by Freepik

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Alberta, Canadá diz que “a melhor maneira de fazer as crianças consumirem alimentos saudáveis seria aproximando-as da cozinha, seja fazendo-as cozinhar ou somente ajudando na preparação de pratos. Yen Li Chu, da Escola da Saúde Pública da Universidade e um dos pesquisadores afirmou “Crianças que de fato gostam de frutas e verduras são as que também mais consomem esses alimentos e têm as melhores dietas”. Entende-se que estimular os pequenos a se envolver na preparação dos alimentos pode ser uma medida efetiva para promover a alimentação saudável.

Quando questionadas se gostavam de frutas e verduras, no geral, a maioria das crianças disse preferir frutas a verduras, porém, no grupo das que ajudavam na cozinha, foi observado que essas gostavam de ambos os grupos alimentares (a preferência por verduras foi 10% superior entres os que cozinhavam). Essas crianças disseram ter consciência sobre a importância de ter uma alimentação saudável.

Maria Luiza Petty é Doutora em nutrição, formada pela USP e afirma que “para cozinhar, elas têm que reconhecer, selecionar, tocar, sentir, cheirar, cortar, amassar, misturar e também provar.  Na expectativa de um prato gostoso, as crianças, espontaneamente, se envolvem no preparo e se tornam mais dispostas a experimentar. E o fato de a preparação ter sido feita por elas mesmas, gera mais segurança e tranquilidade para que provem suas novidades. Vale ressaltar, no entanto, que para que a estratégia de usar a culinária como meio de promover maior aceitação e variedade alimentar entre as crianças funcione, é importante que ela seja frequente”.

Quanto maior a idade, maior a interação, utilizando utensílios e ferramentas, como a faca e o fogão (para os mais velhos). Para os menores, deixe os produtos pré-preparados, para fazer uma salada, deixe as verduras e legumes picados, as crianças ainda poderão escolher o prato e montá-lo, fazendo um “bichinho ou uma carinha”.

Que tal escolher uma receitinha gostosa e saudável, chamar os pequenos e dar um play na diversão?

Use e abuse do lúdico nesses momentos, crie estórias, personagens, abra sua mente, invente um motivo e vá para a cozinha, pegue um filme/desenho/livro que os pequenos mais gostam e insira na sua aventura na cozinha. Faça o suco verde de couve com laranja do Hulk, a salada de rabanete com cenoura do Halef ou mesmo a salada de frutas da Barbie, o importante é ser atrativo e divertido na cozinha para inserir alimentos saudáveis!

E você como faria uma receita divertida?

Beijos,