Baby Blues

14 de jul de 2011

Vocês já ouviram falar em “Baby Blues” ?

Quando estava pesquisando sobre depressão pós-parto descobri que existe uma variação dela, onde os casos mais brandos são chamados de “Baby Blues”.

“Ela surge, na maioria das vezes, até o quarto dia do nascimento do bebê e dura até no máximo uma semana, tendo sintomas parecidos com os da depressão pós-parto.
Mais de 80% das mulheres têm o baby blues que, diferente da depressão pós-parto, não é uma doença. A depressão pós-parto pode aparecer a partir da segunda ou terceira semana, mas na maioria das vezes, surge na sexta semana. Um baby blues muito intenso e longo demais pode ocasionar adiante uma depressão pós-parto mais grave. Por isso é importante acompanhar todas as mulheres na primeira semana depois do nascimento do filho.
Casos mais drásticos são conhecidos como psicose puerperal (pós-parto). Os sintomas são mais radicais: a mãe sofre confusão mental, delírios, tem idéias esquizofrênicas.
Existem casos de mães que matam filhos depois do parto, mas as psicoses puerperais são muito raras – acontecem dois casos a cada mil nascimentos.”
(Fonte: Bebê 2000)
Tantos transtornos que ficamos vulneráveis me fez pensar: Como os homens tem coragem de dizer que estamos fazendo drama? Sei que não são todos assim, mas muitos acham que a gente só está tendo aquele comportamento para chamar atenção.
Tudo bem, as vezes é mesmo, mas muitas outras vezes não estamos fazendo drama, na verdade estamos dando sinal de que tem algo errado, não é verdade?
Meu marido chegando em casa vou pedir pra ele ler sobre estes temas, pra ficar prevenido.
Leia aqui uma história real sobre baby blues:
Beijos,