Cansei de ser metade

05 de jun de 2014

Eu estava cansada de ser meio mãe, meio mulher, meio esposa e meio blogueira. Meio porque nunca conseguia fazer nada por inteiro. Ficava sempre coisas pendentes, eu terminava o dia morta de cansada e sem ter feito tudo que tinha me programado.

Pior era a culpa por me sentir meio mãe. As outras metades que eu deixava pelo caminho não me incomodavam tanto como a metade mãe que eu não conseguia ser. Tentava dar atenção para um filho, para a outra, mas parecia que nunca era suficiente. E não era mesmo, porque eu não me dava por inteira para eles, estava sempre com cabeça em alguma outra função inacabada.

Não dava mais, eu precisava mudar. Precisava conseguir ser tudo, mas uma coisa de cada vez, sem precisar fazer da minha vida uma loucura. Sem contar que essa história de ser meio estava me deixando estressada e triste. Será possível que as mães felizes que eu via nas ruas eram de mentira? Que eu só viveria cansada e não conseguiria nunca mais ser outras coisas além de metades?

De repente caiu minha ficha. Aquelas mães que eu vejo sendo tudo e principalmente felizes não eram de mentira. Elas faziam algo que eu não estava fazendo. Organizando as coisas. Era disso que eu precisava. Precisava organizar meu tempo para conseguir exercer todas as funções que eu queria ( e mais uma que pretendo começar mais pra frente!) e além dele, precisava organizar meus afazeres.

Sentei, peguei minha agenda – até então esquecida no armário – uma caneta e comecei a escrever tudo que eu precisava fazer. Pronto, agora tinha que dar um jeito de organizar meu tempo para conseguir terminar tudo aquilo. Como eu faria para ter mais tempo para minhas coisas e para meus filhos?

Percebi que minha vida era uma verdadeira loucura de manhã, com o Vítor em casa. Tinha muita coisa para fazer, mas não conseguia porque eles me pediam atenção e eu ficava igual barata tonta tentando fazer tudo ao mesmo tempo. Claro que não dava certo, que eu acabava me estressando e sem fazer nada direito.

De tarde ficava tranquila, mas não conseguia fazer muita coisa, pois a Mariah me pedia atenção o tempo todo. Quando Vítor chegava da escola, apesar do meu marido estar junto, a loucura recomeçava, mas agora com o bônus do mal humor do Vítor que chegava morto de sono e só queria saber de dormir. Todo dia a mesma coisa. Ele não queria banho, não queria janta, só queria dormir. Nem brincar ele queria. Eu ficava forçando o banho, a janta e até as brincadeiras. Um estresse danado!

metades

Decidi então radicalizar: liguei na escola e mudei o Vítor pro período da manhã. E sabe quando a gente faz uma coisa e parece que acertamos no passo? Na mesma hora que eu consegui a vaga senti que ali minha vida pela metade mudaria.

Hoje é o primeiro dia do Vítor na escola no período da manhã. Será que agora eu consigo me organizar? Sera que agora não deixarei minhas metades por aí e conseguirei ser inteira em tudo que eu fizer? Agora ela gastará toda sua energia na escola, enquanto estarei em casa com a Mariah ainda sonolenta e mais tranquila. Na hora do almoço ele chegará, almoçará e vai tirar um cochilo. Sem estresse, sem pressa. Quando acordar terá disposição para aproveitar o resto do dia comigo e com a Mariah, pois aí eu já terei terminado minhas outras funções. A noite poderemos sair sem ter medo dele dormir no caminho ou antes da hora e no horário certo ele já estará suficientemente cansado para dormir. É assim que eu acho que vai ser.

Será? Isso eu vou descobrir e vocês poderão acompanhar também, eu vou escrevendo e contando como tem sido e como eu tenho feito para organizar minha vida, meu tempo e ser mais feliz!!

Chega de só cansaço e coisas não terminadas!

Beijos,