Carta aberta ao meu pai

19 de maio de 2014

Pai, hoje é seu aniversário. Eu não sei ao certo quantos  anos você está fazendo, mas sei bem sobre as coisas que você me ensinou até hoje.

Quando eu era pequena, aprendi com você que a família vem sempre em primeiro lugar, pois você recusou um bom cargo em Brasília para que a mamãe pudesse ficar perto da vovó, que começava a ficar doente. Depois me contou sua história de vida e com isso mostrou que a vida não era muito fácil, mas que poderíamos sempre conseguir chegar onde sonhamos.

Eu fui crescendo e entre uma aula de bicicleta – que você também me ensinou a andar – e um papel de carta novo para a minha coleção, você foi me ensinando o que realmente valia a pena nessa vida. Eu aprendi com você que a honestidade é muito importante, quando te ouvi recusar coisas que não eram muito certas.

Quando eu fui embora de casa, aprendi mais uma grande coisa com você: que não importasse o que ou como fosse, você estaria lá por mim. Mesmo quando ninguém mais acreditava, você continuava apostando suas fichas nas minhas mais loucas tentativas de ser feliz.

carta aberta ao meu pai

Aí veio sua doença e meu mundo desabou. Fiquei perdida, com medo de te perder. E nessa hora, que eu deveria estar forte ao seu lado, era você que estava me mostrando sua força. Eu sei que você também estava com medo, mas me mostrou que nunca podemos desistir de viver. E me mostrou o quanto a fé em Deus pode mudar nossa vida!

Como tudo na vida tem seu lado bom, ela te deu a chance de melhorar ainda mais como pessoa. E além de todas as suas qualidades, você passou a ser alguém mais calmo e compreensivo. E começou a me dizer, todas as vezes que nos despedíamos, o quanto eu era importante pra você. Com isso me ensinou uma das maiores lições que eu poderia ter aprendido: a dizer sempre o que sentimos pelos outros.

Acho que você não sabe, mas não foram suas palavras que me ensinaram a viver e sim suas atitudes. Eu não conseguiria escrever aqui todas elas, cada gesto que me marcaram e me fizeram ser o que sou agora.

Mas hoje, no dia do seu aniversário, quero deixar aqui minha pequena homenagem à você. Te dar parabéns não só pelos anos de vida, mas pelo pai e avô maravilhoso que você é. Pelo homem que me fez acreditar que viver é precioso e não podemos deixar passar a chance nunca de sermos felizes. Se eu conseguir ensinar aos meus filhos uma parte de tudo que você me ensinou e ainda ensina, estarei realizada.

Eu te amo muito meu pai! Mesmo de longe, mesmo não podendo te dar o abraço que eu gostaria, se sinta abraçado por mim! E obrigada por tudo, sempre!

Beijo,