11 coisas sobre o pós-parto que toda mãe deve saber

09 de dez de 2015

Se quando eu engravidei do Vítor não pensava como seria a gestação em si, o pós-parto então, muito menos. Acredito que tenha sido por isso que tomei um choque de realidade logo nos primeiros dias. O que eu tinha feito com a minha vida? Onde eu estava com a cabeça quando decidi entrar para esta loucura que é ser mãe?

Não sei com vocês, mas comigo não foi nada fácil! Muitas coisas novas ao mesmo tempo que eu precisava me acostumar e principalmente me adaptar.

Era uma nova vida completamente diferente da que eu tinha, com muito mais responsabilidades, que havia surgido e toda hora me lembrava que eu nunca mais seria a Mariana de antes.

Lembro que em certos momentos pensei que surtaria, que não ia aguentar mesmo! Apesar de parecer um “balde de água fria” é importante falarmos da maternidade sobre como ela realmente é e eu teria ficado feliz (e talvez não tivesse sido tão difícil!) se tivesse lido sobre estas coisas antes de acontecer!

StefaniBrunaci&TamaraMartins

11 coisas sobre o pós-parto que toda mãe deve saber

  1. Seu corpo estará totalmente diferente

    Principalmente nas primeiras 6 semanas, seu corpo vai estar ainda com mais jeito de grávida do que de mãe. O útero não volta para o lugar na hora e por isso pode ser que você fique com a barriga como se ainda estivesse grávida. Não tenha vergonha dele, é normal! Logo você começará a perder os quilos extras (principalmente se você estive amamentando) e o útero vai voltando ao tamanho original!

  2. Você poderá sentir cólicas

    É normal sentir cólicas, principalmente enquanto amamenta, em média, nos primeiros 15 dias. As cólicas podem ser de leves a moderadas. Isso acontece, pois é seu útero voltando para o lugar. Se a dor estiver demais, procure um médico.

  3. Amamentação não é tão fácil quanto parece

    Você não nasceu sabendo dar de mamá e o bebê não nasceu sabendo pegar o peito de forma correta, então está adaptação pode ser turbulenta. Sem contar que seu organismo ainda estará regulando a quantidade de leite, o que fará você produzir muito mais no começo. Depois que passa esta fase, amamentar é maravilhoso! Caso você esteja tendo muita dificuldade, procure ajuda em um banco de leite.

  4. Você poderá sangrar por 20 dias ou mais

    Depois que o bebê nasce, seu corpo precisa se recuperar de tudo que aconteceu, por isso que sangramos tanto tempo depois. O tempo não é igual para todas as mulheres. Tem umas que tem um fluxo maior de sangue e outras bem menos. De qualquer forma, prepare absorventes para esta época. Nos primeiros dias pós parto eu usei aquelas calcinhas descartáveis da plenitude e foi a melhor coisa para mim! Elas não vazam e eu me senti segura de estar com elas no lugar dos absorventes!

  5. Vai doer

    Se você fez cesárea ou fez episiotomia (o corte na vagina) durante o parto normal, é provável que você esteja com pontos e te causará dor. Pessoas mais sensíveis tendem a sentir mais dor do que outras, de qualquer forma, procure seu médico caso a dor esteja demais.

  6. Não vai ser fácil

    Não sei se te falaram, mas a adaptação inicial pode ser bem complicada. São muitos hormônios nos deixando sensíveis, uma nova rotina para adaptar, um bebê que chora e não sabemos o porque, noites sem dormir e várias coisas que precisaremos aprender a lidar. Sei que pode ser desesperador, mas em pouco tempo tudo entrará no lugar!

  7. Talvez você queira chorar e se sinta triste

    Nossa sociedade impõe muito que ser mãe é a melhor coisa do mundo e por isso acreditamos que tristeza não pode ter lugar na nossa vida depois que os filhos nascem. Isso não é verdade. Mesmo sendo mães continuamos a ser seres humanos e muitas vezes será difícil e a vontade de chorar e sair correndo vai bater. Não se culpe! Permita-se sentir tudo isso e se achar que está muito difícil, procure ajude de um médico ou psicólogo. Converse com pessoas de sua confiança. Não guarde para si.

  8. O amor pode não ser instantâneo

    Nem sempre o amor que você sentirá por seus filhos será aqueles dos filmes. O amor de mãe que ouvimos falar vai chegar, mas pode ser que ele venha aos poucos. É normal e você não será menos mãe por isso. Você não é uma péssima mãe por isso. E quando menos esperar, seu coração estará explodindo de tanto amor!

  9. Depressão pós parto e baby blues

    É normal, como disse antes, se sentir triste e querer chorar, porém, se estes sentimentos estiverem muito fortes em você, pode ser que seja depressão pós parto (DPP) ou baby blues, que é uma DPP mais leve, que dura em torno de 1 mês. Ambas devem ser tratadas com seriedade, pois não é frescura da mulher ou qualquer coisa do tipo. Procure um médico, converse com seu parceiro ou alguém de confiança e peça ajuda. Você não precisa passar por isso sozinha.

  10. Pode ser que seus amigos sem filhos se afastem

    Parece piada de mal gosto, mas infelizmente não é. Depois que nossos filhos nascem parece que alguns amigos se sentem deslocados e acabam se afastando. A boa notícia é que muitas outras pessoas se aproximarão e um novo círculo de amizades se abre para nós.

  11. Você não será mais o centro das atenções

    Enquanto estamos grávidas, todos os mimos e paparicos são para nós, depois que os bebês nascem, acabou isso. Ninguém mais pergunta como estamos, se precisamos de algo ou nos dão presentes. Pode ser que você não se importe com isso, mas se achar ruim, saiba que é normal.

Claro que, depois que nos tornamos mães, muitas outras coisas vem à tona, mas estas são as mais comuns de acontecerem!! Se você está passando por isso, saiba que tudo vai valer a pena!

Outros posts que pode ser que te ajude:

Depressão pós-parto e baby blues

Cuidados com a nova mãe

A depressão pós-parto não é brincadeira

10 cuidados que se deve ter com a nova mamãe

Amamentação: quem disse que seria fácil?

Sobre o amor

Instinto materno e amor de mãe

Beijos,