Como criar nossos filhos

31 de jul de 2014

Muitas pessoas que me seguem nas redes sociais me perguntam se eu não estou dando colo demais para a Mariah. Não, não estou. Sabe aquela história de que a criança vai ficar mal acostumada, que aí você não terá vida e tudo mais? Eu só me preocupei com ela quando tinha o Vítor, porque não tinha conhecimento suficiente para entender que não é bem assim que a coisa acontece.

Quando os bebês são recém-nascidos, eles não tem maturidade neurológica para entenderem que se chorar irão ganhar o colo dos pais (mais especificamente o da mãe), eles choram porque precisam de algo e às vezes esse algo é o aconchego e segurança que só o nosso calor e cheiro trazem.

Com o Vítor eu ficava sempre insegura, com medo de deixá-lo mal acostumado, aí o primeiro ano passou ligeiro e eu perdi a chance de dar muito colo ao meu filho. Claro que até hoje, de vez em quando ele ainda me pede, mas são raras às vezes. Mesmo porque agora ele não cabe mais tão aconchegado em mim como era quando bebê.

sling

Com a Mariah, ela fica muito no wrap sling, porque facilita minha vida, porque eu fico com as mãos livres para fazer as coisas para o Vítor, porque eu adoro o aconchego dela comigo e ela, por sua vez, dorme o tempo todo quase. Você deve se perguntar “Nossa, e depois ela não vai querer só dormir no seu colo?”. Não, pelo contrário, ela sente e sabe que me tem quando quiser e por isso se sente segura. É um bebê muito mais tranquilo que o Vítor, dorme a noite inteira na maioria dos dias e quase não chora (a não ser que ela queira mamar!!)

Eu já ouvi muitos conselhos e pitacos sobre a criação dos meus filhos, já dei ouvidos a pessoas que provavelmente mal sabiam o que diziam, então hoje eu sigo meu coração. Instinto de mãe é infálivel! Adoro ter a Mariah em meus braços, adoro dar de mama e deixá-la aconchegada no meu peito o tempo que ela quiser. Para alguns é criação com apego, para outros é loucura.

Quem sabe o que é melhor? Nós mesmas! Acredito sim que em caso como gêmeos ou mais, dar colo o tempo todo seja mesmo complicado, por isso sempre repito: cada um sabe de si! E para que você escolha a melhor opção para você e seus filhos, leia muito, se informe, antes de ouvir conselhos e pensar “ah, não vou dar colo, porque deixa mal acostumado” ou pior “vou deixar chorando, porque assim aprende mais depressa a dormir sozinho”, veja o que os estudos dizem, o que realmente é verdade e o que é apenas boato.

Boa criação, com amor, para todo mundo! 🙂