Como ensinar seu filho a ser independente

13 de maio de 2015

Eu sempre falo aqui no blog sobre que nossos filhos, na verdade, não são nossos e sim do mundo. Sei que dói pensar isso, mas uma hora ou outra esta realidade baterá na porta. E aí, seu filho estará preparado para isso?

Hoje acordei pensando nesta questão, pois vejo muitas mães super protegendo seus filhos e deixando-os totalmente dependente delas. Tudo bem, bebês e crianças são mesmo dependentes, mas conforme eles vão crescendo é necessário que a gente ensine os passos para a independência.

autonomia

Como ensinar seu filho a ser independente

  1. Estimule a autoestima: elogiar seus comportamentos e incentivá-los a não desistir são ótimas maneiras de auxiliar na independência das crianças. É preciso tomar cuidado com o que se fala, frases como “Você faz SEMPRE tudo errado!” é um erro muito comum dos pais e mina a auto confiança dos filhos. Tente pontuar mais as coisas positivas que eles fazem e assim elas se sobressairão das outras.
  2. Transmita crenças a valores: é importante que as crianças tenham crenças e valores, pois quando forem adultas serão guiadas por elas que estão bem mais enraizadas nas pessoas do que as regras e isso auxiliará a serem adultos mais responsáveis e independentes.
  3. Ensine-os a viver: as crianças não nascem sabendo as coisas e por isso que é muito importante que os pais ensinem como se devem fazer tudo desde a coisa mais simples como tomar banho até as mais complexas como agir perante a sociedade.
  4. Não faça por eles o que eles sabem fazer sozinhos: esse é um erro muito comum, principalmente com as crianças mais novas, que sentem dificuldade em coisas que são simples para os adultos. De qualquer forma, se segure e não faça algo que você sabe que eles serão capazes de fazer, mesmo que demore um pouco mais para terminarem.
  5. Deixe que eles cresçam: uma das maiores dificuldades dos pais é admitir que seus filhos cresceram. Temos a dificuldade de deixá-los voar e isso acaba sendo muito prejudicial, pois a criança cresce muito dependente e coisas que elas fariam facilmente sozinhas continuarão precisam dos pais.
  6. Dê independência emocional: não basta a criança saber fazer muitas coisas se emocionalmente precisa dos pais para tudo. Ensine-as a tomar decisões, a escolher o que consideram melhor para suas vidas. Mostre que elas são capazes de resolver problemas, mesmo os menores e assim terão uma vida emocional mais saudável.

Ninguém disse que seria fácil ter filhos, mas acredito que uma das maiores dificuldades seja aceitar que eles vão crescer e que, um dia, não estarão mais debaixo das nossas saias!

Beijos,