Como fiz meu filho dormir sozinho

12 de dez de 2013

Como fiz meu filho dormir sozinho

Já relatei aqui meu problema com o Vítor depois que eu resolvi tirá-lo do berço. O que parecia ser uma ótima ideia, foi, na verdade, um caos. No berço ele dormmia super bem, as 21h eu o colocava lá, dava boa noite e ele dormia. Depois, na cama, ele passou a levantar, ir para a sala e por puro comodismo nosso, eu e meu marido começamos a deitar com ele na cama.

Vim aqui pedir ajuda, conselhos e por isso hoje vim contar o desfecho da história. Na verdade verdadeira, sono e filhos nunca terão um final por completo, né? Eles estão sempre em novas fases, que trazem formas diferentes sobre este assunto. Tem épocas que dormem super bem e épocas que acordam o todo tempo, faz parte! Chegará a época em que irão querer dormir mais do que podem!!

Decidi que já estava mais que na hora dele começar a dormir sozinho na cama, já que logo logo a Mariah nascerá e ficará bem difícil ter que ninar 2, né? Aproveitei que meu marido tem tido curso a noite e ficaríamos só nós dois e comecei.

filho dormir sozinho

No primeiro dia ele me pediu para deitar com ele e eu falei que eu não deitaria, mas que estaria na sala, caso ele precisasse. Dei um beijo e boa noite. Ele deve ter levantado umas 10 vezes para me perguntar coisas do tipo “mamãe, papai tá no “cuso”(curso), né?” E eu, bem paciente o levei de volta para a cama, sem conversar muito. Ele dormir e eu comemorei.

Nos outros dias, mesmo coisa, no mesmo horário, eu dava o leite, escovava os dentes e cama. Ele continuou a levantar, mas cada vez menos, até que rapidinho ele estava dormindo. Super comemorei, mas eu sabia que ainda teria que passar pela prova final: fazer isso com meu marido em casa!

Como era de se esperar, ele começou a chamar pelo pai, na esperança de que ele amolecesse, o que quase aconteceu. Mas pedi para que ele fosse firme e explicasse que ele precisaria dormir na cama, assim como fazia 1 semana que ele estava dormindo. Foi bem mais difícil!!! Um dia, depois de mais de 15 levantadas (parei de contar, porque, né?), falei pra ele “Vítor, será que vou ter que fechar a porta do seu quarto?”. Ele disse que não, mas depois disso levantava, ria e falava “você vai fechar a porta mamãe?”.

Minha paciência acabou. Numa dessas eu respondi que sim, iria fechar, caso ele levantasse mais uma vez e foi o que aconteceu. Eu sempre tomo muito cuidado com o que falo, porque sei da importância de cumprir com o prometido. Tive que fechar a porta e ele começou a chorar imediatamente. Contei 30 segundos no relógio e abri novamente.

Fiquei com o coração cortado, quase chorando com ele. Fui até do lado da cama, expliquei que eu não queria ter que fazer aquilo novamente, mas ele precisava entender que era hora de dormir. Perguntei se ele tinha entendido. Ele respondeu que sim. Eu disse então que não fecharia mais a porta, porque ele tinha entendido que era para ficar na cama, pois era hora de dormir. Dei boa noite e sai.

ele não levantou e em menos de 10 minutos estava dormindo. Tudo bem, foi ótimo, super funcionou, mas agora, todo dia, na hora de dormir ele fala “mamãe, não precisa fechar a porta!” Ai gente, foram só 30 segundos, mas que viraram uma eternidade toda vez que ele fala isso e eu percebo o quanto foi terrível pra ele passar por aquilo. Sempre me arrependo de ter dito que fecharia, mas sei que eu perderia totalmente a autoridade com ele se não tivesse cumprido.

Agora ele ainda levanta algumas vezes, mas não fica mais me desafiando, rindo, como antes, ele pede para ficar na sala, eu explico que é hora de dormir e ele vai para a cama.

Esta sendo muito melhor agora com ele dormindo sozinho. Mesmo levantando diversas vezes, agora ele não acorda mais de madrugada, como estava acontecendo quando domríamos com ele e as noites tem sido muito mais tranquilas.

Não quero com esse post, incentivar as mães a fazerem o mesmo que eu. Principalmente com relação a ter fechado a porta, mas quero contar, tudo o que passei e principlamente o que senti. Dói no meu coração, mas sou mãe, sou ser humano e erro muitas vezes. Sim, eu acredito que tenha errado. Não deveria ter dito, em um momento de fraqueza, que fecharia a porta, mas quem nunca?

Esse é o meu desabafo de hoje sobre a nossa experiência de dormir sozinho na cama.

Quer saber mais sobre o sono? Sono Infantil

Beijos,