Como lidar com o ciúmes do irmão mais velho

06 de nov de 2014

Muitas mães, quando engravidam do segundo, ficam com medo da reação do primeiro filho. A gente fica mesmo insegura, principalmente porque já sabemos de toda necessidade que um bebê tem e o quanto não poderemos dar toda atenção para o irmão mais velho.

Ter um pouco de ciúmes é normal, pois agora ele que tinha toda a tenção dos pais, terá que aprender a dividir com outra pessoa. O que preocupa é se esse ciúmes passa ser algo que possa prejudicar o irmão mais novo. Sabem aquela história de que “cão que ladra não morde?”, pois então, isso é mito. Cão que ladra morde sim e criança que ameaça fazer alguma coisa com o irmão que está à caminho pode fazer mesmo!

Por isso todo cuidado é pouco. Se a criança já demonstrar um ciúmes muito grande com o bebê ainda na barriga, o ideal é que se peça ajuda para um psicólogo, pois assim ele trabalhará durante toda a gestação e quando o bebê nascer tudo estará mais tranquilo. Pode ser um erro muito grande os pais pensarem que “ah, quando nascer passa”, porque pode não passar, pelo contrário, pode piorar.

Observar o comportamento do filho, conversar com ele sobre o irmão que chegará é fundamental para que ele comece a criar um vínculo de amor com este bebê. Se a criança já for maior, dá para pedir que ela ajude na escolha do enxoval, nome e coisas que serão compradas para o bebê.

Outro erro muito comum é os pais comprarem coisas que ele não precisa, só porque estão comprando bastante coisa para a chegada do bebê. É importante explicar que ele também já ganhou tudo aquilo quando a mãe esperava por ele e que já tem coisas suficientes. Comprar um presente ou outro não tem o menor problema, o que não pode é toda vez que comprar pra um, comprar pro outro. Você não estará sendo injusta de forma alguma, pois como disse ali em cima, o irmão mais velho também já teve sua fase de compra de enxoval.

É importante sempre deixar claro sobre cada um ter uma necessidade diferente e por isso eles tem coisas diferentes que são compradas em momentos diferentes. É bacana mostrar todas as coisas que ele já tem, para que perceba que também ganhou muitas coisas dos pais.

Depois que o bebê nascer, o ciúmes pode aumentar e mesmo para os casos onde ele não sai da “normalidade”, é muito importante que os pais dediquem um tempo do dia – nem que seja 10 minutos – somente para o irmão mais velho. Ele precisa perceber que apesar do bebê ter muita mais necessidades, ele também tem o tempo dele. Deixe o bebê com alguém (em casa mesmo!), sente no chão do quarto e pergunte o que ele quer fazer. Se tiver um tempinho maior, leve-o em algum lugar que ele gosta muito e demonstre que aquele tempo é só de vocês.

As crianças não aprendem com palavras e sim com gestos, por isso, mesmo explicando tudo que se passa, mostrar para ele que os pais continuam amando-o e arrumando um tempo para ficar com ele é imprescindível! E caso os pais percebam que algo está fora do normal, procurem ajuda de um psicólogo.

É importante que os irmãos criem laços de afeto desde pequenos, para que sejam levados por toda a vida! E nunca esquecer que apesar do mais velho não ter mais tanta dependência, ele continua a ser criança, com inúmeras necessidades ainda!

Outros posts que podem te ajudar:

Como preparar o irmão mais velho para a chegada do bebê

Preparando o filho para a chegada do irmão

 

Beijos,