[Convidada] 3 meses de gestação

03 de fev de 2012

O 3 mês foi repleto de novidades. Uma foi que a barriga já tá bem grandinha, o que já está dificultando na hora de dormir. Comecei também a ter insônia. Eu sempre tive problemas para dormir, mas confesso que eles agora estão bem intensos, o que me incomoda bastante porque sei que preciso ter boas noites de sono para que o bebê se desenvolva bem. Essa é uma das questões a serem discutidas com a GO na próxima consulta!


Agora vem a parte das implicâncias. Vocês já vão entender. Um pouco antes de decidirmos engravidar, compramos um cachorro. O Zé é um bulldog inglês muito fofo que veio pra nossa casa com 45 dias de vida. Desde então virou meu xodó. Hoje ele está com 02 anos e cada dia mais moleque. Muito bagunceiro ele tem sido meu alvo nos últimos meses. Tudo que o Zé faz me irrita profundamente. Eu sei que não é culpa dele e não o castigo por nada, é que simplesmente o cão tem me dado enjoos e muita irritação. Espero que essa fase passe logo, pois acho injusto com o pobre.
A casa em que moramos não possui quintal/área e o Zé mora literalmente na minha sala. Estamos procurando uma casa nova, dessa vez para comprar, e queremos uma com quintal bem grande para o Zé se fartar de tanto espaço. Se tudo correr bem, dentro de 02 meses já estaremos na casa nova.
Por causa da mudança, o quarto do bebê que antes era apenas sonho, começa a virar realidade. Não podia nem pensar em um quartinho fofo para ele, simplesmente porque ele não teria quarto (tadinho!!!), mas agora posso planejar cada detalhe como sempre quis. Talvez a insônia seja reflexo da ansiedade de tantas coisas acontecendo, não é mesmo?
Os enjoos que eu pensei que fossem diminuir ou até mesmo parar, continuam com tudo. Mesmo controlando bastante a alimentação tenho passado muito mal. E não há remédio para enjoo que dê jeito. Conversando com algumas mães, muitas disseram que enjoaram os 9 meses. Socorro!!!!
Agora ficam os anseios para a próxima consulta. A possibilidade de saber o sexo do bebê, ver como ele está se desenvolvendo, peso, tamanho… tudo isso gera muita expectativa. Espero já poder contar para vocês no próximo mês, se será menino ou menina! Enquanto isso, é seguir amando cada dia mais essa “pessoinha” que vive dentro de mim e pedir a Deus que abençoe sempre sua vida!

Beijos

Carol