Crescendo…

01 de fev de 2012

Meu bebê não é mais um recém nascido! Os dias foram passando e ontem me dei conta disso! A fase de “oi, acabei de nascer” passou! Passou tão rápido que mal vi, mal percebi! Isso me fez perceber que preciso aproveitar mais meu pequeno, curtir mais todas as fases dele.

Ontem a noite ele segurou pela primeira vez um objeto, que foi seu mordedor, que há alguns dias eu tinha posto no carrinho dele. E tem mais: além de segurar ele o levou a boca e começou a mordê-lo inteiro!! Fiquei doida quando vi, comecei a bater mil fotos, meu marido até disse que já estava bom, que não precisava de tantas fotos assim, mas eu precisava registrar aquele momento, não só nas fotos, mas também na minha memória, pois não quero esquecer esses pequenos detalhes nunca!

Enquanto as coisas não acontecem, a gente acha que estão demorando demais e não vê a hora de acontecer, mas de repente, sim de repente, a gente se depara com a criança fazendo aquilo que foi tão esperado e “opa, quando foi que isso aconteceu e eu não percebi?” Foi assim com a firmeza do pescoço. Em um momento eu estava segurando a cabecinha dele pra não tombar e no outro ele já estava tão durinho que até a secretária do médico assustou ele ter apenas 3 meses e 10 dias (agora já tem um pouquinho mais!).

Como é o costume de todo mundo, agora nossa expectativa é para ele sentar, que acontece por volta de 6 meses, mas agora decidi que não vou mais ficar esperando por isso, vou curtir o momento dele de agora, o que ele está aprendendo e evoluindo hoje. O que acontecrá amanhã, vou deixar para curtir amanhã!

Graças a Deus que não estou trabalhando e posso observar e aproveitar cada momento único desse começo de vida dele. Sei que não será sempre assim, que uma hora – talvez – eu volte a trabalhar, ou que ele comece a ir para a escola e essas pequenas mudanças acontecerão longe dos meus olhos, mas enquanto ele está aqui quero aproveitar tudo.

Preciso dizer também que estou amando cada dia mais essa história de ser mãe. Apertar, morder, beijar e principalmente sentir esse cheirinho tão delicioso que ele tem é bom demais!! Não me canso de olhar para ele, ver cada traço do seu rosto, suas mãoszinhas que já estão tão grandes, seus pezinhos… Ah, poderia escrever até não parar mais, mas vou deixar para outro post esses meus devaneios de mãe de primeira viagem!

Beijos