Das saudades que eu sinto do parto

21 de maio de 2014

Me lembro que logo que a Mariah nasceu eu pensei “ainda bem que acabou!”. Eu estava exausta, super cansada! Ao mesmo tempo me veio a melhor sensação do mundo, o estado de choque por tudo que eu tinha acabado de viver e uma alegria e emoção indescritíveis.

Se você não leu: Relato de parto domiciliar

Depois tive uma recuperação muito rápida, com um pouco de incômodo só pelas cólicas que são bem normais, pois o útero estava voltando para seu lugar. Tirando isso, era como se eu tivesse nova.

SONY DSC

Agora, pouco antes da Mariah completar 2 meses, sinto uma saudade enorme do dia em que ela nasceu. Fico pensando em como tudo aconteceu, tento lembrar de algum detalhe a mais que talvez tenha passado desapercebido. Sei que senti dor, sei que não foi um dia fácil, que foi um dia muito intenso, mas foi o dia mais louco da minha vida. E por isso que agora sinto saudades.

Fico lembrando de como eu achava que ainda não estava na hora, em como eu estava completamente fora de mim e penso que poderia ter aproveitado mais. Sei lá como, mas queria. Principalmente na hora do expulsivo, que foi quando ela estava quase nascendo. Queria ter curtido mais aquele momento, tentando sentir mais meu corpo, suas reações.

Sei que muitas que leem isso, pensam “nossa, ela é louca!”, mas sei também que muitas outras leem e entendem perfeitamente o que é essa saudade. Fiquei pensando que isso é mais uma prova do quanto a dor do parto não é algo ligado ao sofrimento e sim a maravilha de trazer seu filho ao mundo. Mesmo com toda a dor que eu senti, mesmo com a expectativa de não saber como tudo seria, poder parir um filho é muito mágico. Muito surreal!

Hoje fico ouvindo as músicas daquele dia, vendo as fotos e revivendo sentimentos tão intensos! Eu montei um vídeo com as fotos do parto, se você quiser assistir:

Vídeo de parto domiciliar

Que eu consiga reviver aquele dia sempre e que se eu engravidar novamente, que eu tenha um outro dia tão mágico quanto aquele foi!

Beijos,