A escola e os sentimentos de mãe

30 de jul de 2013

Dia 1 de agosto, quinta-feira, Vítor começa na escola. Eu contei os dias para isso, não via a hora, mas agora que está tão perto, está me dando um aperto no peito. Como será passar a tarde toda sem meu pequeno? Será que terei tantas coisas assim para fazer? Será que o tempo vai passar depressa?

Agora estou sozinha em casa, como todo domingo (sim, estou escrevendo o texto no domingo!) meu marido saiu com o Vítor para eu poder trabalhar, e parece estar quase difícil de respirar, uma sensação estranha quando penso que já chegou a semana que ele irá para a escola.

escola e mãe

Já lavei e passei os uniformes e tenho conversado bastante com ele sobre o assunto. Sempre falo da escolinha e pergunto o que terá lá, ele responde:

– “Mutão amiguinho, poelho e pipiu!”

Quase morro de amores pelo meu pequeno tão esperto, tão grande!

Sei que esta nova fase que está pra começar será muito construtiva para nós dois. Que esse tempo separados é para nosso benefício e que uma hora ou outra ia acontecer. Sei também que escolhi a escola certa, que confio e acredito no método pedagógico, mas acho que será inevitável que a saudade apareça.

Às vezes eu me lembro que escola é algo praticamente para a vida toda e que ele começando agora não vai mais para de estudar. Pode ser que mude de período, mas não teremos mais o dia inteiro para nós. É bem estranho pensar isso. Pensar que toda nossa programação será na parte da manhã, já que a tarde será tomada pela escola dele e pelo meu trabalho.

Juro que eu pensei que não fosse sentir tudo isso. Juro que achei que fosse ser super tranquilo, que eu ia sair dando pulinhos depois de deixá-lo na escola, afinal teria a tarde inteira pra mim!!! Que eu poderia trabalhar, fazer a unha, cuidar do cabelo e até dormir, simmm dormir, se eu quisesse. E agora meu coração vem e resolve me apertar!

Mais uma experiência nessa minha vida de mãe. Pode deixar que escreverei (ou gravo um vídeo) contando tudo como tem sido!!

Como foi com vocês??

Beijos,