Meu filho está impossível!!! Ou será que sou eu?

05 de mar de 2015

Já tem um tempo que essa pergunta não sai da minha cabeça. Sempre que o Vítor, com 3 anos e 4 meses, me desafia, desobedece e faz birra eu pensava “nossa, como ele está difícil!! Que fase!”. Parei pra pensar então que talvez não seja ele o difícil da história.

Onde está minha paciência quando ele me pede, em forma de comportamentos agressivos, “me ensina a viver, mamãe! Me mostre como são as regras!”? O que eu faço quando ele quer chamar minha atenção e com isso me lembrar que ele apenas tem 3 anos e está no auge do aprendizado? Quando ele precisa conhecer seus limites e saber as consequências de seus atos!

meufilho (1) É ele que está difícil ou sou eu que não estou sabendo lidar com a situação? É ele o adulto da história que faz tudo de caso pensado ou sou eu? Ele só tem 3 anos e me “grita”o tempo todo por paciência e ensinamentos!

Ele não nasceu sabendo o que são limites e limites geram frustrações, coisa que ele também não nasceu sabendo lidar. Como é que ele vai aprender tudo isso?? Como crescerá um adulto educado e sociável? Comigo, oras!! E não será minha falta de paciência, meus gritos e frases grosseiras que o ensinará isso, não mesmo!

Hora de voltar para o eixo, colocar as ideias no lugar e analisar a situação! Onde eu estou errando? Em qual parte do processo “perdi a linha” e deixei com que as coisas se embaraçassem como agora? É preciso parar para pensar, refletir e dar novo gás a forma como tenho ensinado meu filho a encarar o mundo.

Não dá pra tipo “cansei dessa coisa de educação”, porque eu sou a única responsável por ela (assim como meu marido também, mas aqui falo das minhas obrigações como mãe!). Minhas atitudes é que definirão que adulto meu filho será e eu não posso “errar a mão” agora. Não posso simplesmente parar no meio do caminho.

Se for preciso, contarei até 100 ou 1000, respirarei fundo e bola pra frente, que o futuro está logo ali esperando para acontecer e o que será dele, em grande parte, é minha responsabilidade!!

Vocês não acham?

Beijos,