Minha vida depois de você

21 de maio de 2011

Hoje estava pensando (inspirada em uma leitora) sobre como será minha vida depois que meu bebê nascer.

Minha vida sempre foi muito corrida, fazia mil atividades ao mesmo tempo. Depois que me casei e mudei de cidade, minha vida mudou bastante e se tornou muito mais calma a tranquila.
Imagino que todo esse tempo que tenho vago hoje, será preenchido pelos cuidados que terei com o bebê. Principalmente no começo, que vou precisar aprender a ser mãe na prática e com certeza exigirá tempo.
Embora hoje eu acorde cedo, sei que minhas noites de sono não serão mais as mesmas e que as 8h de sono que eu prezo tanto, se resumirão em acordar a cada 3h – ou um pouco mais – por conta do meu pequeno.
Durante os dias, me imagino com ele pra cima e para baixo, dando de mamar, dando banho, trocando fraldas e tudo mais que ele precisar. Durante o primeiro mês, imagino que as coisas não sejam tão agitadas, já que recém-nascido dorme a maior parte do tempo, mas depois disso, serão cada vez mais cheios de atividades meus dias.
Ainda não penso em quando voltarei a trabalhar e se voltarei depois que ele nascer. No momento só penso em cuidar dele, em aprender tudo direitinho.
Como sou muito organizada, vou tentar organizá-lo também, deixando tudo sempre arrumado e acostumá-lo com o berço, por mais que minha vontade seja de ficar com ele no colo o tempo inteiro. Me imagino olhando para carinha dele por horas a fio sem me cansar…
Não consigo pensar ainda o quão cansada todas essas novas tarefas me deixarão e nem se uma hora vou achar ruim de não ter mais tempo pra mim, mas de qualquer forma, não vejo a hora de ter todo meu tempo tomado por ele.
Fico pensando em como será seu cabelo, seus olhos, dedos e todas as dobrinhas do seu corpo. Uma certeza eu tenho, ele será a cara do pai! Eu quero muito que seja! Tudo bem, ele pode ter algumas coisas parecidas comigo, “principalmente o nariz” eu brinco com meu marido, mas eu acho que de resto eles serão muito parecidos, o que dará muito orgulho ao papai que desejou desde o primeiro dia ter um menininho.
Sei que em algum momento vou me desesperar. Pode ser por medo de machucá-lo, por não saber fazer alguma coisa, por ele não parar de chorar ou simplesmente por estar muito cansada. E quando isso acontecer, já tenho certo o que vou fazer: ligar para minha mãe. Mesmo ela morando longe, vai ser bom ouvir o conselho dela para me tranquilizar.
É assim que imagino minha vida depois que meu filho nascer. Sem coisas definidas, sem certeza de quase nada, mas com o pensamento de que tudo dará certo.
Ah, e como não vejo a hora dessa minha nova vida começar!
É difícil pensar em como será uma vida que nunca tive e quando ela chegar, escreceverei outro post para dizer como está sendo.
E vocês, já pensaram nisso?? E como foi depois que eles nasceram, muito diferente?
Beijos