Não diga sempre “não” ao seu filho

05 de ago de 2014

Durante a minha faculdade de psicologia e depois na minha especialização em Terapia Comportamental-Cognitiva eu li sobre o quão errado os pais fazem de falar não para tudo pros filhos. Na época eu estava longe de ser mãe, nem sonhava com isso e achaba que era bem simples não dizer não.

Me tornei mãe e esqueci completamente dessa teoria. Andava falando “não” o tempo inteiro pro Vítor. Não suba no sofá, não pule na cama, não mexa aí, não abra essa gaveta”. Estava bem complicado, porque quanto mais eu dizia, mais ele fazia. Aí asssitindo ao canal da Flavia Calina ( já falei várias vezes dela aqui, amo o canal e os temas que ela aborda), ela conta sobre essa teoria e mostra como ela tem feito com a Victória, filha dela de menos de 1 ano.

nao diga nao

Vocês devem estar pensando: Como assim? Vou deixar meu filho fazer o que quiser? Não, claro que não! Mas a ideia é ensiná-los sobre o que eles podem fazer e não o contrário. Isso porque, quando falamos “não faça isso, não faça aquilo”, a criança fica perdida sem saber então o que ela pode fazer.

Estamos acostumados a dizer o que não pode, porque é mais fácil, mas é muito mais interessante que se diga o que ela pode fazer. Assim, a criança fará o que pode e não ficará enfrentando tanto os pais. Sabem aquela coisa de “só porque não pode eu vou fazer”? Bem cara de crianças, né? Eles estão em plena fase de desenvolvimento e por isso testam o limite deles e os nossos o tempo inteiro!

Confesso que depois que eu mudei o Vítor mudou também. Não que agora ele não me enfrente mais, claro que sim, mas agora ele faz exatamente o que eu falo e não fica o tempo todo me desafiando.

A ideia também não é abolir o não. É importante que as crianças saibam que existe limites e que nem tudo pode ser feito, mas é necessário deixar para utilizar somente quando necessário e não tem tudo que a criança faça.

Vocês já tinham pensado nisso? Que tal testar e me contar como tem sido? No começo é bem difícil, mas depois vai ficando automático, estou ensinando o marido também!!

Beijos,