O fim da quarentena

19 de nov de 2011

Oie meninas, ontem fui no GO, mas não consegui escrever para contar, por isso to vindo hoje. Minha quarentena acabou e por isso que fui e ainda bem, pois minha febre é realmente por conta dos meus seios, que estão infeccionados!

Bom, vou separar por temas toda minha consulta, que foi bem interessante!

 

SEIOS

Eu comentei com o médico sobre minha febre e dor, aí ele pediu para ver meus seios e foi então que ele me mostrou que nas laterais e embaixo estão super vermelhos e empelotados. Ele explicou que estão infeccionados e que a solução é esvaziar as mamas. Como o Vítor não está dando conta de mamar tudo, eu preciso esvaziar depois.  Ainda esou na dúvida em como e quando fazer isso. Tiro o leite antes do Vítor mamar? Depois? Quantos ml? Descobri hoje que o nome disso que eu tenho é mastite e que acontece com mais ou menos 10% das mulheres que amanentam. Tem que tomar cuidado para não virar infecção bacteriana e são vários os motivos para a causa. No meu caso acredito que seja a super produção de leite mesmo, pois ele pega certinho o peito.

VIDA SEXUAL

Agora estou liberada para voltar a vida sexual (marido comemora, eu choro, hehehe). O médico me explicou que como estou amamentando, meu corpo não produz mais progesterona e estrogênio, somente a prolactina. Esses 2 hormônios são os responsáveis pela camada de proteção da vagina, por conta disso, a vagina fica como que em carne viva (susto, medo!). Para resolver o problema, ele me pasosu um remédio em forma de creme, que além de fazer tratamento por 5 dias, ainda tem que sempre fazer a manutenção, para que não tenha problema e eu não sinta dor. Além disso, ele disse que meu marido precisará usar lubrificante sempre para não me machucar. Ele me receitou também um anticoncepcional próprio para quem amamenta, pois mesmo o risco sendo menor, há sim o risco de engravidar amamentando.  Uma coisa que eu não sabia e adorei a notícia: não vou ficar menstruada enquanto estiver amamentando! 🙂 Eu ainda não estou preparada psicologicamente para voltar a vida sexual, principalmente agora, por conta da mastite nos seios.

CIRURGIA

A cicatrização do corte da cirurgia está ótimo, não inflamou nem nada. Ele disse que já posso fazer depilação com cera quente, mas e o medo? Está super sensível ainda! Ele também explicou que demora 18 meses para a cicatrização total, inclusive por dentro, por isso é normal ficar um pouco inchado ainda na região e meio “duro”. Já estou liberada para atividades físicas e voltar a vida normal, posso abaixar, pegar peso e fazer esforço.

EMOCIONAL

O médico me perguntou como eu estava emocionalmente e falei que estava “mais ou menos”, pois me sinto muito cansada na maior parte do tempo, choro pro qualquer coisa e não tenho paciência com nada.  Ele falou que não é fácil mesmo, ainda mais porque agora estou sozinha, numa cidade nova e sem ninguém pra me ajudar com os afazeres da casa. Uma frase que ele disse que é verdade demais: “Bebê pequeno é bonito no colo dos outros, porque para os pais a adaptação é mesmo muito complicada.” Ele perguntou se poderia me passar um calmante, eu disse que sim e ele receitou um fitoterápico, tomara que me ajude!

Bom, acho que foi isso! Agora preciso voltar nele só em janeiro para exames de rotina.

Ainda estou com muitos medos e inseguranças, mas acredito que aos poucos tudo passará!! Como foi para vocês essa volta a vida normal, depois da quarentena? Alguma dica?

Beijos