Primeira semana do bebê

01 de abr de 2014

Hoje faz 1 semana que me tornei mãe de dois! Eu fico tanto pensando no meu parto e em como foi tudo, que mal acredito que já se passaram 7 dias daquele que começava sem eu saber como terminaria!

Mesmo todo mundo falando que segundo filho é mais tranquilo, que a gente já está mais acostumada e tudo mais, confesso que estava apreensiva. Lembro que os primeiros dias do Vítor foram terríveis pra mim! Eu só pensava em dormir, sentia muita dor para amamentar e pensava frequentemente que eu queria ele de volta na barriga. Não foi fácil!

Dessa vez foi tudo bem mais tranquilo! Me sinto tão feliz de vê-la aqui do lado de fora que tudo parece tranquilo! E realmente está. Até mesmo meu comportamento mais relxado com relação aos acontecimentos. Os dois primeiros dias ela não dormiu nada durante a noite e bem diferente do que com o primeiro filho – que eu ficava super preocupada de colocá-lo na minha cama e deixá-lo mal acostumado – ela foi dormir com a gente para que eu pudesse descansar. Que bobeira pensar em deixar um bebê tão pequeno mal acostumado! Só insegurança e falta de informação para eu preocupar com isso mesmo!

Depois desses dois dias ela começou a dormir melhor, mas eu não conseguia relaxar com ela junto, qualquer suspiro eu acordava. Resolvi passá-la para seu berço e foi tudo bem tranquilo, ela dormiu bem melhor que na minha cama! Agora acordo me sentindo descansada, mesmo tendo acordado para dar mamá ou trocar fralda.

mariah

Durante a manhã que Vítor está em casa eu tento dar bastante atenção a ele. Ela ainda está na fase de dormir bastante, então tenho conseguido brincar, dar as coisas que ele está acostumado a comer, sem ficar aquela loucura. Falando nele, ele está bem enciumado, mas é extremamente carinhoso com ela. Quer sempre fazer carinho, quando ela chora no berço ele me chama na mesma hora e fica passando a mão nela e falando “por que você está chorando Mariah? Você “qué” mamá?” é uma graça de ver!!

As coisas estão bem melhores do que eu supunha que seriam e não me sinto exausta como quando o Vítor nasceu. Fisicamente estou ótima, sem dores ou qualquer coisa que atrapalhe meus afazeres do dia a dia.

Quero tentar atualizar sempre o blog, não só com as coisas que estão acontecendo como com o conteúdo de sempre, espero conseguir, mas tudo no seu ritmo, né?

Se vocês quiserem saber de alguma coisa, deixem nos comentários que vou preparando os posts. Estou escrevendo a segunda parte do relato de parto domiciliar e se você ainda não seu, aqui está a primeira parte:

Relato de parto domiciliar – parte I

Beijos,