Qual é o seu trabalho?

24 de maio de 2012

Muitas pessoas associam o ato de trabalhar a: correria, stress, horários rígidos e tarefas a cumprir; e não trabalhar a: ficar em casa deitado no sofá o dia inteiro! Tudo bem, pode até ser que em alguns casos seja assim, mas vou te contar como é o meu emprego.

Eu não tenho hora para nada, não tenho chefe, nem gerente, nem quem me cobre sobre afazeres. Não tenho rotina, não preciso sair de casa, não é necessário se preocupar com deveres, não pego trânsito e exerço a função da forma que eu acredito que seja melhor. Bom, né?

Em compensação, meu trabalho não tem começo, nem fim, não termina quando o dia acaba, não tem folga, nem férias, não recebo salário; não para no fim de semana e nem em feriados. Eu não tenho hora do almoço e nem intervalo pro cafezinho. Por causa dele, preciso parar as minhas coisas no meio, ficando tudo para depois. Minha função exige cuidado e atenção o tempo todo e mesmo sem ter quem me cobre, eu não posso ser desatenta um segundo sequer.

No meu trabalho, o cansaço está presente na maior parte das vezes, assim como a satisfação. Nele eu ensino e aprendo o tempo inteiro – mais aprendo do que ensino, é verdade. Para conseguir exercer bem meu cargo, tive que aprender (na marra) a dormir poucas horas, cozinhar, limpar, arrumar e principalmente, fazer tudo isso em um tempo record, já que os outros afazeres também não podem esperar.

Embora eu seja psicóloga e estudei 5 anos pra me formar, no meu emprego a formação não conta, aliás, não existe nenhum curso do ensino superior que forme profissionais para este ramo. E não adianta ler livros, textos e teorias, porque como sempre, a prática é bem diferente e só se aprende fazendo.

Apesar de não ter mais tempo para me cuidar e às vezes até para pensar, meu trabalho é extremamente recompensador! Com ele estou crescendo como pessoa, como mulher e tendo a maior experiência da minha vida!! Mesmo quando estou cansada, com sono, com fome, é o melhor trabalho que eu poderia ter!!

Já sabe qual é o meu emprego?

Eu sou MÃE!

E aí, quer trocar seus horários rígidos, patrão reclamando e objetivos a cumprir pelo meu?