Quem eu sou além de mãe?

21 de mar de 2017

De uns tempos para cá tenho sentido uma necessidade enorme de responder esta pergunta. Quem eu sou além de mãe?

Agora meu filhos já não são tão novos, já não dependem tanto de mim como antes e eu tenho a opção de ser outras coisas. Digo que tenho a opção só agora, porque foi uma escolha me dedicar à eles. Também foi uma escolha continuar com o blog, fazer dele meu trabalho e focar exclusivamente no assunto maternidade. Embora eu continue gostando da minha vida de hoje, eu sinto que tenho muito mais para contribuir, para crescer!

Não sei se você também se sente assim, ou se então, ao contrário, pensa que nunca mais terá tempo para nada. Mas a verdade é que todo dia, você terá um pouquinho mais de tempo, até que seus filhos crescerão e você terá tempo de sobra para você. E aí, o que você fará?

Mesmo meus filhos ainda sendo pequenos, já sinto essa necessidade de ser algo mais além de mãe, de falar de algo mais além de maternidade. Por isso sinto que estou me redescobrindo. O que eu ainda gosto de quem eu era antes das crainças, o que mudou, o que eu gosto agora, o que eu tenho vontade de fazer agora. Foi como em um desabafo que gravei um vídeo falando dessas minhas inquietações e você poderá assistí-lo aqui:

Nesse vídeo eu também citei sobre a Psicologia Hospitalar, que sempre me acompanhou, desde a época da faculdade e sempre foi uma área de muito amor! Não sei porque, mas desde a minha adolescência eu gostei de coisas ligadas a área hospitalar, mas sem saber ao certo como eu me encaixaria lá dentro. Quando, durante a faculdade, descobri que a psicologia também fazia parte, me encontrei! Por isso que, nessa busca sobre mim mesma, decidi voltar a estudar sobre o assunto e com isso comecei a compartilhar vídeos no meu novo canal do youtube e também nas redes sociais do instagram (@marianabonnas) e na fanpage Mariana Bonnás no facebook.

Assistam ao primeiro vídeo do meu novo canal e se vocês gostarem dessa área, se inscrevam!

Vou continuar a falar de gestação e maternidade, mas também vou falar sobre a psicologia hospitalar e suas vertentes!

E você, já se reencontrou depois que se tornou mãe?

Beijo,