[Relato de Parto] Nelise

30 de out de 2012

Nome/idade: Nelise/ 21 anos

Filha: Melissa/ 2 meses

Parto: normal

Mãe de primeira viagem, cheia de inseguranças… Devorei todos os livros e textos sobre partos que eu encontrava na internet, mas apesar de se preparar você nunca sabe o que te espera naquela hora.

Eu estava em casa com o meu marido quando comecei a sentir umas pequenas cólicas, já fiquei em estado de alerta, porém tranquila, pois poderia ser um sinal falso. Então pensei “vou sair para caminhar, caso seja um sinal de que o parto está próximo, a caminhada vai ajudar a dilatar”.

Foi o que fiz. Acompanhada pelo meu marido, saímos para caminhar no bairro.

Ao chegar em casa as dores já eram constantes e bem mais forte que uma simples cólica. Calmamente tomei um banho. Me sentia muito feliz, pois eu sabia que logo estaria com a minha filha nos braços.

Coloquei uma roupa e me sentei no sofá, nessa hora senti uma dor bem aguda e ao me levantar a bolsa rompeu. Meu marido nervoso já pegou a mala que estava preparada a mais de 1 mês!

Eu entrei no facebook e postei “partiu maternidade”, peguei a câmera e fomos para a hora do rush.

Ao chegar na maternidade fomos muito bem atendidos, a enfermeira me preparou para o parto e em menos de duas horas eu estava chorando ao ouvir o chorinho mais emocionante do mundo!

Como eu estalava com 6 dedos de dilataçã, o  quando cheguei na maternidade, e minha dilatação aumentava rapidamente a injeção na espinha não chegou a fazer efeito, então senti todas as dores das contrações.

Na hora do parto eu fiz duas forças e ela nasceu, o médico não chegou a fazer epistomia, então na hora da Melissa nascer, ela abriu passagem sozinha, ou seja, levei 28 belos pontos!

O pós parto foi muito tranquilo, eu sou muito teimosa então quase não cuidei em nada. Voltei a faxinar a casa na primeira semana e fiquei apenas um dia na minha mãe. O sangramento parou depois de 40 dias e a vida sexual voltou a ser a mesma, na verdade, até melhor 😀

Minha filha só se alimenta do meu leite materno, não tive fissura no peito e nenhuma complicação ao amamentar. Como minha sogra é enfermeira ela me instruiu muito bem, me ensinando que o bebê deve por, ao mamar, toda a auréola do seio na boca, para não acontecer as terríveis rachaduras no bico do seio.

A Melissa desde o primeiro dia de vida, dorme muito bem a noite, o que é um alívio para nós! rsrs

Só tivemos e ainda temos problemas com as cólicazinhas, que apesar de serem constantes têm diminuído gradativamente.

Meu parto foi normal, rápido e maravilhoso! Graças a Deus tudo correu bem e eu me senti uma mulher realizada por trazer ao mundo essa menininha que trouxe mais alegria e amor ao nossos dias!

Beijos,