Sobre a rotina e o cansaço

02 de maio de 2014

Sabe, as coisas não andam muito fáceis por aqui. Não que eu achasse que seriam, mas a gente esquece dos dias exaustivos, né? Com o Vítor doente e a Mariah mamando de madrugada, eu quase não tenho dormido. De dia então, nem se fale.

A rotina que comecei a estabelecer logo cedo com a Mariah foi ótima, pois assim ela aprendeu bem a diferenciar o dia da noite. Mesmo acordando para mamar, ela dorme bem entre elas. Claro que tem dias que, por algum motivo, ela mama e não quer mais dormir, mas geralmente acontece tudo numa boa.

Tenho me dividido entre um e outro durante a noite. De manhã levanto junto com o Vítor, em torno de 7h e passamos as horas juntos (a Mariah acorda por aí também e fica na sala com a gente!). Depois do almoço ele vai para a escola e fica mais tranquilo. Ela dorme, mas não o dia todo. Na verdade dorme uns 30 minutos e já acorda, fica um tempo acordada até cochilar novamente.

Eu não consigo dormir enquanto ela dorme. Tenho uma casa para arrumar e um blog para cuidar. Impossível dormir! Quando chega lá pelas 20h só penso na minha cama e assim que as crianças dormem, corro para ela, o que acontece lá por 23h.

Tenho me sentido exausta!! Com isso, tempo para me cuidar é o que menos tenho e como sinto falta! Não que eu fosse super arrumada sempre, mas me olho no espelho e não gosto do que vejo. Estou sempre pondo qualquer roupa, de qualquer jeito. Os cabelos mal arrumo, a não ser quando vou sair de casa.

sobre rotina e cansaço

Para ajudar, mesmo tendo emagrecido o que ganhei na gestação, minhas roupas não me servem (eu já estava acima do meu peso antes de engravidar, mas abafa!) e tenho usado só as de gestante. Quer coisa mais depressiva do que usar roupas de gestante quando não está gestante?

Sei que tudo são fases e justamente por saber disso é que não me sinto tão abalada com a situação, mas quero me sentir descansada de novo. Quero ter tempo para cuidar da mulher que vejo no espelho, tempo para comprar roupas novas e me sentir bonita. Esse assunto sobre roupas novas dá até um post novo, porque eu simplesmente não sei me vestir. Sério. Escolher roupas para comprar muito menos.Outra coisa que quero – e preciso – aprender.

Enfim, o cansaço levantou um monte de crises que estavam guardadinhas aqui dentro e por isso quis vim desabafar. Não para desanimar quem não é mãe e achar que ser mãe é ser como estou agora, mas sim para mostrar que a adaptação ao novo pode não ser tão simples e fácil como vemos nas revistas – e nas redes sociais – por aí. Né?

Beijos,