Último dia de gestante

16 de out de 2011

Deixei para ecsrever esse post agora a noite para poder contar melhor como foi – está sendo – meu último dia de grávida!

Nossa, como passou rápido! Parece que foi ontem que sentei na frente do meu computador e resolvi criar o blog, que comecei a relatar tudo que acontecia comigo e hoje mal acredito que é o último post como grávida!

Meu pai bateu esta foto hoje, a última com barrigão e a última da minha família sem o meu pequeno!

Antes de tudo quero dizer que o blog não terminará por aqui. Antes, quando o criei, essa era a intenção, mas depois do mundo que conheci por causa dele fez eu me apaixonar e não querer parar mais. Todas as pessoas que passaram por aqui, me ensinaram, ajudaram, aconselharam com suas experiências, tantas outras que me pediram ajuda e senti que de alguma forma consegui ajudar. Vou criar um sessão para as mães e para poder relatar minhas novas experiências, mas não deixarei de procurar e postar assuntos para as grávidas, assim como histórias dos leitores e tudo mais que tem hoje!

Vocês podem achar exagero, mas não imaginam como cada comentário, cada palavra fez diferença na minha vida. Sempre tentei responder a todos eles (me desculpe se algum passou em branco!) e retribuir todo carinho! Quero aproveitar para agradecer todos os e-mails e recados de boa sorte, boa hora, boa “tudo” que recebi de vocês nesses dias que antecedem o nascimento do Vítor, tudo tornou este momento muito mais especial pra mim! (ah, já to chorando!)

Parando com a melação, meu dia foi super tranquilo! Começou bem cedo, já que mal dormi a noite por conta de cólicas e contrações. Também descobri que meu tampão saiu, quero escrever um post só sobre este assunto, mas como agora não vai dar, vou contar um pouco como foi.

Desde ontem a tarde comecei a sentir pequenas cólicas e junto vinham as contrações, mais ou menos a cada 40 minutos. Também começou a descer um corrimento bem grosso, tipo duma gosma amarelada com filetes de sangue. Depois essa gosma ficou marrom e vinha sempre com um pouco de sangue. Como dormi mal, vim pra internet pesquisar (apesar do meu médico já ter dito que isso poderia acontecer e que era normal) o que poderia ser e descobri que isso é o tampão. Eu sempre imaginei o tampão, como uma tampa mesmo, hehehe, e não como essa gosma – bem nojenta, diga-se se passagem – que saiu. Li também que para cada mulher é diferente, podendo sair tudo duma vez ou aos poucos e que pode demorar até 15 dias para entrar em trabalho de parto depois que ele sai. Para mim foi aos poucos e fiquei bem feliz dele ter saído, pois isso significa que está mesmo na hora do Vítor nascer e apesar dele não ter encaixado pro parto normal, estava achando ruim fazer uma cesárea marcada, sem nenhum sinal dele. Agora sei que, pelo menos, ele está pronto! (Digo pelo menos ele, porque eu não, não estou pronta e acho que nunca me sentitrei assim!)

Fiquei o dia todo com visitas, meus sogros chegaram, minha madrinha, irmão e tias vieram pra cá e não me senti ansiosa momento nenhum. Não tive dores, nem incômodos! Meu marido resolveu comprar um tênis e umas 19h fomos para o shopping. Passeei, tomei meu suco predileto, dei risada e aí de repente caiu minha ficha! Comecei a ficar muito ansiosa e nem consegui terminar o suco!

Voltamos para casa, meus pais fizeram janta, eu comi bem forçada (porque a partir das 23h tenho que fazer jejum) e agora estou aqui, escrevendo, me sentindo um tanto quanto confusa e com milhaaaares de borboletas na barriga. Sabem aquela sensação que dá no estômago? Então… é assim que estou!

Como minha noite passada não foi boa, estou bem cansada. Evitei dormir a tarde para que o cansaço se intensificasse e portanto espero conseguir dormir um pouco durante a noite. Amanhã saio de casa as 6h pra maternidade, já deixei minha prima avisada de que assim que nascer é pra ela vim aqui postar e avisar vocês sobre os últimos acontecimentos!

Bom meninas, o post ficou maior do que eu supunha, mas precisava deixar registrado aqui meu último dia como grávida, assim como tudo que estou sentindo. A partir de amanhã não serei apenas mulher, e sim mulher e mãe. Estou morrendo de medo sim, e apesar de me tranquilizar com coisas do tipo “vai ser a melhor coisa da sua vida!” eu ainda não tenho tanta certeza e sei que só terei amanhã, depois que ver o Vítor!

Um beijão para todas vocês e prometo que assim que der eu venho contar tudo como foi e por fotos dele!