Você acha que não tem tempo para nada?

22 de jul de 2014

Sabe de nada, inocente!

A brincadeira é boa, mas é a pura verdade. A gente sempre acha que a vida está corrida e que não temos tempo para mais nada. Aí nasce o primeiro filho e descobrimos o quanto de tempo que a gente tinha e não percebia! Um mundo novo se abre, com mil afazeres a mais e lá estamos nós, encontrando tempo para tudo, chegando no fim do dia e pensando “nossa, agora sim é que não tenho mais tempo mesmo!”. Até o segundo filho chegar e…

A gente encontrar, de novo, tempo para tudo e mais um pouco! Nós aprendemos que tempo é feito de prioridade e nos desdobramos em tantas que nem achávamos ser possível. Foi só a Mariah chegar que comecei a conseguir tempo para me dedicar mais ao blog, para voltar a trabalhar como psicóloga (volto em 2 semanas!!) e para me cuidar como mulher. Só que gente, eu estou muito cansada! E ainda nem comecei meu trabalho como psico.

Essa rotina toda está sendo bem desgastante para mim e às vezes penso que queria largar mão de tudo e ser só mãe! Nossa, quanto tempo eu teria se fosse só mãe!! Não precisaria me virar em 10 para cuidar do blog e das redes sociais, a moça que contratei para ficar meio período com a Mariah enquanto eu atendo poderia ficar com ela para eu fazer coisas fora de casa, enfim, penso que seria tudo tão diferente! É impressionante como tenho conseguido fazer verdadeiros milagres em 4h. Isso porque ela não fica com a Mariah a manhã toda, fica só os 50 minutos que eu tenho que sair, o resto do tempo ela cuida da casa e eu fico com a minha menina, mas claro que o fato dela estar aqui é uma mão na roda no caso de alguma emergência.

segundo filho

Mas será que teria a mesma graça? Eu amo escrever, amo esse mundo de compartilhar o que eu vivo, mesmo sendo tão cansativo assim! Amo ser psicóloga e estou muito feliz em voltar a atender!

Ser mãe de dois, ao mesmo tempo que me mostrou que tempo é realmente questão de prioridade, me deixou ligada no 220v o tempo todo. Muita gente quando me vê fala “nossa, como você emagreceu rápido!”, eu brinco e respondo “vai ter dois filhos para você ver!”. Isso porque eu não sento! Se não estou com um, estou com outro! É banho, lanche da tarde, mama, brincadeira, desenho, trocar fralda, levar fazer xixi, ufaaa! Acaba logo, dia!

Me desculpem o desabafo, mas está mesmo difícil!! Tenho certeza que quem é mãe de três está pensando “você vai ver se tiver o terceiro!”. É assim mesmo, a gente precisa de um tempo para nos adaptarmos a tudo, né? Eu penso que logo a Mariah estará crescidinha, interagindo mais comigo e com o Vítor e não precisarei cuidar dos dois de forma separada, pois todos poderemos brincar juntos. Hoje ela ainda não entende e chora diversas vezes quando estou com ele. Faz parte.

Quem aí é mãe de dois, três, quatro…. essa fase e esse cansaço vão passar, né?

Beijos,